Cumbica tem spa e bistrô em nova sala vip

Fonte CONUT - 14/09/2015 - 15h27min
Cumbica tem spa e bistrô em nova sala vip

Além de massagem e manicure, o passageiro não precisará pegar fila para fazer check-in

Sala vip no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, não é mais exclusividade para clientes de cartão de crédito ou de primeira classe. Desde ontem, passageiros de voos nacionais e internacionais que quiserem aproveitar todas as regalias de um espaço exclusivo podem se tornar "very important people", desde que desembolsem R$ 800.

Apesar do valor, a ideia é que a Villa GRU, sala VIP idealizada pela concessionária que administra o aeroporto internacional, atraia todo tipo de passageiro.

"Esperamos que nos procurem não só os que viajam de classe executiva ou primeira classe, mas também aqueles que usam a classe econômica e querem ser bem recebidos, com um atendimento personalizado antes do embarque ou depois de desembarcar", afirma o diretor comercial do aeroporto, Fernando Sellos.

Voltado para brasileiros que vão embarcar, desembarcar ou fazer conexão, o espaço tem spa com massagista, manicure, ducha, salas de reuniões, área de trabalho com computadores, Wi-Fi e um bistrô com bufê de comidas quentes e frias ou opções à la carte - tudo incluído no preço. Para quem viaja com crianças, há um espaço infantil com brinquedos, livros e televisão. O uso do espaço é condicionado a uma reserva, que deve ser feita por e-mail ou por telefone um dia antes.

"Nosso grande diferencial é a quantidade de serviços agregados. Se for o caso, nós pegamos o passageiro em casa e o trazemos para cá. Se for um homem e uma mulher recém-casados, podemos abrir um champanhe quando eles chegarem. E até receber alguém com um buquê de flores", disse.

Enquanto as outras salas que existem no aeroporto não têm limites na acomodação, a Villa GRU tem uma capacidade que os diretores consideram ideal: de apenas 20 pessoas ao mesmo tempo. Ou 30 m² por pessoa. "As outras salas são consideradas medianas porque estão cheias", afirma Sellos. "O agendamento prévio vai permitir que organizemos o espaço."

O presidente da GRU, Antonio Miguel Marques, explicou que o conceito é inspirado em salas de aeroportos asiáticos, como as existentes em Cingapura e na China. "O preço que vamos aplicar está de acordo com o cobrado nesses locais", disse. Os hotéis de alto padrão próximos do aeroporto cobram a partir de R$ 550 a diária.

O atendimento personalizado da Villa GRU começa em um espaço de recepção na área externa do embarque do Terminal 2. Ali, o passageiro ingressa e deixa o check-in e o despacho de bagagem nas mãos dos funcionários. Se for voo internacional, ele é conduzido a um outro ambiente, de 600 m², localizado na área internacional do Terminal 1 e com vista para o pátio de aeronaves.

Parcerias. Para Marques, é importante investir em salas vip porque o passageiro leva esse tipo de equipamento em conta na hora de escolher o aeroporto em que vai decolar ou pousar. A arquiteta Zize Zink, de 44 anos, que costuma viajar para o exterior com frequência, não gosta das opções que aeroporto internacional oferece. "Aqui em Guarulhos, a (sala) da MasterCard Black é a melhor. Mas, em geral, elas são muito ruins, sempre superlotadas e parecem velhas, mesmo as reformadas ", disse.

Zize tem as suas salas preferidas no mundo: "As da Lufthansa e as da British Airways são sempre boas. Mas a da Turkish Airlines, em Istambul, é disparada a melhor. Você pode passar o dia todo só com a passagem", diz ela, que sempre viaja de classe executiva "pelo conforto e para esticar as pernas". A arquiteta não concorda com o sistema adotado pela GRU de cobrar pelo uso da Villa. "Pagar R$ 800 mais a passagem executiva? De jeito nenhum", afirmou. Segundo ela, seria vantajoso se houvesse uma parceria com as empresas aéreas.

A opinião é a mesma da escritora e psicoterapeuta Maria Cecília Silva Ramos, de 58 anos, que viaja duas vezes por ano a Paris. "Acho que quem compra passagem executiva já deveria ser aceito nesses espaços. Eu não gastaria meu dinheiro com isso." Guarulhos informou que estuda a proposta de companhias que já a procuraram.

Fonte: www.estadao.com.br

COMPARTILHAR
Falta de estrutura faz aérea TAP suspender voos em Viracopos
14/09/2015
Falta de estrutura faz aérea TAP suspender voos em Viracopos
Empresa enviou comunicado às agências de turismo sobre suspensão.

Azul Linhas Aéreas recebe autorização para operar em Porto Velho
14/09/2015
Azul Linhas Aéreas recebe autorização para operar em Porto Velho
A Azul Linhas Aéreas recebeu autorização da Anac.

Gol recebe autorização para ter 14 voos semanais para o Chile
14/09/2015
Gol recebe autorização para ter 14 voos semanais para o Chile
Em março, a empresa informou que planejava elevar sua oferta de voos internacionais em até.

 



ondeestamos
SAUS Quadra 1 Bloco J Edifício CNT
5º andar - sala 513 - Estrada 10/20 Torre A
CEP: 70070-010
Brasília - DF

faleconosco
Fones: (61) 3364-0303 / 3364-3838
contato@conut.org